Nuvem pública, privada ou híbrida: entenda as diferenças!

Voltar para o blog
25 de outubro de 2021 Artigos

Existem três tipos de nuvens na computação: pública, privada e híbrida. Você conhece a diferença entre elas e qual é a melhor para você? Descubra!

Legenda da Imagem
Nuvem híbrida

Quem conhece ou trabalha no universo da computação com certeza já deve ter ouvido falar sobre nuvens. No meio eletrônico, elas se dividem em: pública, privada e híbrida.
Contudo, você sabe qual a diferença entre cada uma? Abaixo, explicamos mais sobre elas. Acompanhe!

Nuvem pública

Em termos de computação em nuvem, a pública é a mais comum de implantação. Os recursos disponíveis nela, como sensores e armazenamento, pertencem a um provedor terceirizado. Com isso, os serviços são operados por ele e entregues pela internet.

Por ser uma rede partilhada, é mais acessível que a rede privada, tornando-se mais barata e flexível. O serviço é o mais popular entre grandes empresas atualmente, já que os custos de hardware, aplicativos e banda larga são cobertos pelo provedor.

Entre os principais benefícios, estão escalabilidade ilimitada, recursos sob demanda, custo menor que o de uma rede privada e disponibilidade. Além disso, não é necessário gastar com a sua manutenção e a confiabilidade devido ao número grande de servidores é maior.

Nuvem privada

A nuvem privada, ao contrário da pública, remete a um serviço criado e utilizado exclusivamente por uma empresa. Ela pode estar alocada no datacenter da organização ou hospedada em um provedor de serviços terceirizado.
O limite de alcance não é pré-determinado, podendo abranger tanto a matriz, quanto todas as filiais existentes. Seus benefícios são os mesmos se comparados com o modelo de comum acesso.

Porém, diferente da nuvem pública, ela não pode ser dividida com outras empresas, o que impossibilita um bom custo-benefício para redes detentoras de mais de uma marca, por exemplo.

Entretanto, a flexibilidade e o controle dos dados são um pouco maiores se considerados com o modelo público. A nuvem privada é mais indicada para empresas que trabalham com dados mais sensíveis, como transações financeiras.

Nuvem híbrida

Para os indecisos ou aqueles que procuram uma forma de conciliar tanto os benefícios de uma nuvem pública, quanto os de uma privada, a nuvem híbrida serve como um meio termo.

A estrutura a ser implantada pelo servidor é capaz de mesclar o melhor dos dois modelos citados anteriormente. Para isso, é possível usar a pública para armazenar dados, já que sua capacidade de “memória” é maior, e a privada para garantir mais segurança aos dados da sua empresa e dos clientes.

Outra vantagem importante é que, no modelo de nuvem híbrida, a empresa paga apenas pelos serviços que for utilizar. Ou seja, entre as três opções, esta é a que garante um maior custo-benefício e segurança.

Serviço de nuvem híbrida é na Sencinet

Na Sencinet, contamos com um serviço de nuvem híbrida totalmente automatizado e eficiente, para gerar os melhores resultados para a sua empresa.

Ficou interessado? Clique aqui e entre em contato conosco agora mesmo.

Inscreva-se para receber conteúdos